terça-feira, 5 de janeiro de 2016

VII Festa do Murici e do Batiputá - Terra Indígena Tremembé da Barra do Mundaú, Itapipoca-CE - 12 à 16 de janeiro de 2016



APRESENTAÇÃO

A Terra Indígena Tremembé da Barra do Mundaú está localizada no litoral do Ceará, município de Itapipoca e pertence aos distritos de Marinheiros e Baleia. O território Tremembé é ocupado atualmente por aproximadamente 600 indígenas reconhecidos pela Fundação Nacional do Índio – FUNAI e Secretária de Saúde Indígena – SESAI e está dividida em quatro aldeamentos. O Povo Tremembé de Itapipoca sobrevive em meio a diversos desafios que provocam o enfrentamento à cultura atingindo os princípios da ancestralidade. O principal desafio hoje são os conflitos vivenciados pelo Grupo Empresarial e os não indígenas que também habitam no território indígena. Como forma de resistir a tantos impactos ocasionados por tantos conflitos, a população indígena tenta também manter seus costumes, crenças e tradições que perpassam todo esse processo de invasão. A festa mais tradicional e conhecida é a Festa do Murici e do Batiputá. 

















OBJETIVO GERAL

Na tentativa de manter a cultura de nosso povo que vem sendo repassada de geração à geração, desenvolvemos em nossa terra, festas tradicionais culturais, esta em especial que é a valorização e agradecimento à mãe natureza pelos saberes e bens que dela recebemos. A festa do murici e do batiputá, já é tradição do nosso povo que visam a valorização da cultura e seus princípios de ancestralidade envolvendo os valores da religiosidade e medicina tradicional. 


Na tribo, o velho é dono da história,
o adulto é dono da aldeia
e as crianças são as donas do mundo
”.
 (Orlando Villas Bôas)



CRONOGRAMA

A Festa Tradicional tem início no dia 12 de janeiro e se encerra no dia 16 do mesmo mês, com duração de cinco dias, onde serão desenvolvidas as seguintes atividades: 12/01/2016 – Apanha coletiva do murici, às 4h da manhã. À noite apresentação cultural com o grupo de mulheres indígenas. 13/01/2016 – Apanha coletiva do murici às 4 h da manhã. À noite apresentação cultural com o grupo dos homens indígenas. 14/01/2016 - Apanha coletiva do batiputá às 4 h da manhã. À noite apresentação cultural com o grupo de saúde indígena. 15/01/2016 - Apanha coletiva do batiputá às 4 h da manhã. A partir das 08h teremos competições de modalidades indígenas: Corrida de cavalinhos, arremesso de lança, arco e flecha e corrida da tora. À noite Forró da 3ª idade com organização do grupo de jovem indígena (Juventude em Ação). 16/01/2016 – Encerramento da festa com apresentações e manifestações culturais enfatizando a medicina tradicional e culinária Tremembé.


MÚSICA QUE VALORIZA O MURICI E O BATIPUTÁ



A sombra do murici é minha rede. A folha é meu lençol. As flores chamam o vento pra formar nosso alimento. Aí eu sou índio eu sou índio Tremembé e eu sou, eu sou índio, sou de fé. Tremembé na mata apanha murici, apanha murici, 
apanha murici. (BIS 2x1). 
O batiputá é uma semente que é medicinal que dele fazemos o óleo para curar todos os males. Aí eu sou índio eu sou índio Tremembé e eu sou, eu sou índio, sou de fé. Tremembé na mata apanha batiputá, apanha batiputá, apanha batiputá. (BIS 2x1).




NOSSOS AGRADECIMENTOS AOS NOSSOS  APOIADORES E ANCESTRAIS


   “Temos o direito a ser iguais sempre 
     que a diferença nos inferioriza; 
Temos o direito a ser diferentes 
sempre que a igualdade nos descaracteriza".
           (Boaventura de Souza Santos)



“Valorizar o murici e o batiputá como fonte de sobrevivência, 
medicina tradicional e conservação de princípios e valores ancestrais”.



“Preservar a mãe natureza é dever nosso”. 




Evento: VII Festa do Murici e do Batiputá do Povo Tremembé de Itapipoca-CE
Local: Terra Indígena Tremembé da Barra do Mundaú 
Data: 12 a 16 de janeiro de 2016



Agradecimentos pelo envio da programação e fotos: 
Ezequiel Nascimento - Liderança indígena do Povo Tremembé de Itapipoca-CE. 





Campanha Vamos Apoiar a Apoinme

Arquivo do site

Em destaque