quarta-feira, 6 de maio de 2015

Roda de Conversa: Redução da maioridade penal, racismo e cotidiano das mulheres negras




O Fórum Cearense de Mulheres, Tambores de Safo e Instituto Negra do Ceará convidam todxs para a Roda de Conversa: Redução da maioridade penal, racismo e cotidiano das mulheres negras.

Nos últimos meses temos assistido e nos movimentado frente às investidas de parlamentares federais e estaduais conservadores, ruralistas, armamentistas e fundamentalistas contra os direitos das populações. E é nesse contexto que se situa a PEC 171 sobre redução da maioridade penal. Entendemos ser necessário contemplar e visibilizar o profundo viés racista desta medida e seus impactos sobre a vida e cotidiano das mulheres negras. 

Abaixo segue síntese na nota da Articulação de Mulheres Brasileiras sobre o tema (http://articulacaodemulheres.org.br/2015/04/03/reducao-da-maioridade-penal-uma-iniciativa-anti-populacao-negra-nota-publica-da-articulacao-de-mulheres-brasileiras/), com a qual nos identificamos plenamente: 

“A redução da maioridade penal não é somente inconstitucional e uma ofensiva antidireitos humanos, mas uma radicalização de políticas contra o povo negro, representando dentre outros:

1. O racismo institucional do parlamento brasileiro;

2. A desumanização do povo negro e o caminho para acelerar seu extermínio; 

3. A legalização da criminalização da pobreza; 

4. A absoluta falta de consideração com as mulheres negras que têm seus filhos e filhas cotidianamente perdidos para o crime organizado e a violência policial; 

5. A trágica reprodução pelas autoridades públicas do discurso e prática de culpabilizar as vítimas e de manipular os sofrimentos de quem já sofreu perdas com a violência urbana;

6. O agravamento do falido sistema carcerário brasileiro; 

7. O populismo eleitoreiro que não hesita em usar as mazelas do povo para se dar bem;

8. Os privilégios das classes médias e ricas, das quais fazem parte a maioria desses parlamentares;

9. A crise institucional da política brasileira, que perverte a democracia em nome de interesses particulares;

10. O estabelecimento da violência como produto gerador de lucro; 

11. O recrudescimento de uma falida política sobre drogas que baseada na repressão e na discriminação, não diminui o tráfico, não diminui o consumo abusivo, mas antes criminaliza e mata os pobres que se envolvem nesse mercado. 

Estamos juntas e ativas de perto ou de longe, com todas as pessoas e coletivos que não concordam, não aceitam e lutam contra a PEC 171 e a favor da vida da juventude e da população negra!”

Redução da Maioridade Penal: uma iniciativa anti população negra | articulacaodemulheres.org.br


Página do evento no Facebook: 


Serviço:

Local: Casa Feminista
Endereço: Rua Assunção, 972 - Centro - Fortaleza - CE
Data: 07 de maio de 2015
Horário: 18h



Compartilhado por Cristiane Faustino


Foto: Internet 

Campanha Vamos Apoiar a Apoinme

Arquivo do site

Em destaque