domingo, 17 de fevereiro de 2013

Ato público em defesa do Parque do Cocó


Domingo no Parque... e na chuva -- Mobilização dos movimentos socioambientais de Fortaleza com o objetivo de chamar a atenção para a defesa das Dunas do Cocó. Pela revogação da decisão judicial que pode levar à destruição das milenares dunas; pela fiscalização da ARIE das Dunas e pela regulamentação definitiva do Parque Ecológico do Cocó.

Neste domingo, 17/02, às 9hs, mesmo com muita chuva, foi realizada a Manifestação do Salve Cocó em Defesa das Dunas. O ato contou com a presença de representantes da comunidade, integrantes de movimentos socioambientais, como o SOS Cocó, Dunas do Cocó, Movimento Pró-Árvore e Pró-Parque. O vereador de Fortaleza João Alfredo Melo (PSOL), autor da lei que criou a ARIE, participou do ato e falou da importância de se proteger todo o perímetro do Cocó.

De acordo com publicação do Jornal O Povo, o Ministério Público do Estado do Ceará (MP-CE), no dia 14/02, entrou com pedido de anulação do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) que autoriza a construção do loteamento Jardim Fortaleza, na área das dunas do Cocó, num espaço equivalente a 16 campos de futebol (do tamanho do Castelão). De acordo com a 9502/09, a região é considerada Área de Relevante Interesse Ecológico (Arie).

O TAC foi assinado em 16 de outubro de 2012 entre a Prefeitura de Fortaleza e empresas da construção civil. No acordo, os empresários acertaram o envio de R$ 500 mil para o Tesouro Municipal. Em contrapartida, a Prefeitura renunciou ao direito de ajuizar qualquer medida judicial que vise à suspensão, revogação ou desconstituição de licenciamentos ambientais e alvarás de construção concedidos.

Assine as petições online:



                       Fotos da Manifestação neste domingo, 17/2




 

              

                  Veja mais fotos do Ato na página do Facebook

Campanha Vamos Apoiar a Apoinme

Arquivo do site

Em destaque