domingo, 6 de novembro de 2011

Biomas Terrestres: Tundra

A Tundra está distribuída pelo extremo norte da América do Norte, da Ásia e da Europa. No hemisfério Sul ocorre em regiões onde se registra as menores temperaturas do planeta, como por exemplo, a península Antártica e a Terra do Fogo. 

A Tundra é formada pela vegetação que cresce nos solos gelados dos climas frios durante o verão muito curto. São espécies rasteiras de liquens, musgos, fungos, ervas, pequenos arbustos e algas.  Este tipo de vegetação é proveniente do material orgânico originado no período de degelo durante a estação do verão. Ocorre nas extremidades setentrionais e nas bordas da Antártida, onde as temperaturas médias mensais são extremamente baixas.  É típica de regiões de altas latitudes, ou seja, das áreas polares.


A origem da palavra “tundra” deriva da palavra finlandesa “tunturia”, que tem como significado “planície sem árvores”. Este grande bioma é considerado o mais frio do planeta. Durante o rigoroso e longo período do inverno a duração do dia é muito curta, as temperaturas não excedem os -6ºC. As temperaturas médias oscilam entre -28ºC e -34ºC na Tundra Ártica.  As médias pluviométricas anuais, muito baixas, ficam em torno de 70cm e 30cm, esses valores incluem a neve derretida.

Este tipo de vegetação é encontrado em diversos países como, por exemplo: Suécia, Alasca, Noruega. Finlândia, Sibéria (norte da Rússia) e Canadá (norte). No verão o gelo derrete e a tundra se desenvolve rapidamente, porém o ciclo se encerra com a chegada do inverno e com a camada de gelo que volta a recobrir o solo. A Tundra ocupa aproximadamente um quinto de toda a superfície do planeta.

Os verões são muito curtos, com duração média de 2 meses, onde o dia tem duração muito longa, aproximadamente 24 horas,  e temperaturas nunca superiores a 10ºC. Neste período a camada superficial de gelo descongela mas não encontra condições favoráveis para se infiltrar nas camadas inferiores, formando assim pântanos e charcos. A lenta evaporação e fraca drenagem favorecem o aspecto úmido na Tundra causada pelo permafrost.


A vegetação do grande bioma Tundra é extremamente resistente às baixíssimas temperaturas e ao gelo. Na época do verão, quando a vegetação floresce, os animais procuram sua alimentação. Como necessita de pouca quantidade de luz solar em poucos dias após a chegada do verão os campos já se enchem de vida.

A fauna da Tundra é composta por animais de grande e pequeno porte, sendo a maioria representada por herbívoros. O rigor do frio também torna quase impossível a permanência de animais na Tundra e boa parte migra durante o inverno à procura de locais com temperaturas mais altas. Entre os principais destaca-se: o urso-polar, a lebre do ártico, a rena, o boi almiscarado, o lemingue, o caribu, a raposa, o lobo do ártico e aves como, perdiz-das-neves e coruja-das-neves.


Os cientistas consideram dois tipos de tundras: Tundra Alpina e Tundra Ártica.

A Tundra Alpina encontra-se distribuída por vários países, situando-se no topo as montanhas altas do globo. Extremamente fria e com fortes ventos, é desprovida de árvores. Diferentemente da Tundra Ártica o solo possui um bom padrão de drenagem e sem a presença de permafrost. A vegetação é composta por arbustos, musgos e ervas. A fauna é formada por alces, cabras da montanha, marmotas (roedores) e insetos (borboletas, escaravelhos e gafanhotos)

A Tundra Ártica ocorre ao sul da região polar do Ártico, entre as latitudes 60º e 75º Norte, compreendendo a Escandinávia, Groelândia, Canadá e Alasca. Recebe pouca iluminação e as chuvas são extremamente escassas, com precipitações médias entre 15 e 25 cm, também incluindo a neve derretida. O clima predominante é o Polar – frio e seco. Durante maior parte do ano o solo permanece coberto pela camada de neve.

Os animais, em especial mamíferos e aves, utilizam a Tundra no curto período da estação de Verão, os que permanecem nos meses frios como os bois almiscarados, os ursos-polares e os lobos árticos, desenvolveram mecanismos próprios de adaptação, resistindo aos longos meses frios de Inverno com um espesso pêlo e camadas de gordura sob a pele, além da hibernação.

Link do mapa:
http://environment.nationalgeographic.comenvironmenthabitatstundra

Campanha Vamos Apoiar a Apoinme

Arquivo do site

Em destaque